TIREOPLASTIA

INFORMAÇÕES GENÉRICAS

O pomo de Adão, um entalhe proeminente na cartilagem tireóide, é o resultado do efeito da testosterona na cartilagem tireóide da laringe. Até a puberdade, as dimensões da cartilagem são semelhantes em ambos os gêneros. Após o aumento da testosterona, a cartilagem tireóide aumentará e a porção superior ficará mais proeminente, sendo ambos aspectos (tamanho e projeção), características “masculinas”. 

Muitas pacientes trans femininas consideram o pomo de Adão uma angustiante e indesejável indicação do seu estado transgênero. Na prática é um dos procedimentos de feminização facial mais procurados, sendo o primeiro procedimento em grande parte das pacientes. 

A Tireoplastia ou Condrolaringoplastia, ou seja, a redução cirúrgica da cartilagem tireóide é o único tratamento para o pomo de Adão proeminente em pacientes trans femininas, pois a cartilagem tireóide não responde à terapia hormonal, como outros tecidos da face. 

O objetivo da cirurgia é reduzir a proeminência do pomo de Adão, proporcionando um aspecto feminino ao pescoço e, principalmente, com cicatriz o mais inaparente possível, desta forma não estigmatizando a paciente trans feminina.

Anestesia 

Geralmente emprega-se a anestesia local com sedação assistida. Em alguns casos onde se associam outras operações pode-se empregar a anestesia geral. Há possibilidade de que a escolha seja feita pela paciente, todavia com prévia ponderação de sua conveniência com a equipe cirúrgica e anestésica.

Operação 

Dura em média 1 hora, todavia este tempo pode ser maior ou menor, variando em função da paciente e dos detalhes a serem corrigidos em cada caso. 

Picture 23

Cicatrizes 

A cirurgia é realizada através de uma incisão horizontal de aproximadamente 4cm, colocada na prega natural existente entre o submento (porção inferior do queixo) e o pescoço, no ângulo cérvico-mentual, tornando-se desta maneira pouco aparente.

Picture 3

Período de internação

O período normal de internação é 1 dia.

O pós-operatório é praticamente indolor, sendo que as dores, se houverem, serão facilmente combatidas com analgésicos comuns.

Período de Recuperação

É variável de pessoa para pessoa. Dependendo do tipo de atividade, apenas um dia de repouso será suficiente. Casos especiais poderão demandar cuidados relativos por 8 a 10 dias. Todavia não é necessário repouso absoluto.

Retirada dos pontos  

Em média, do 7º ao 14º dia.

Retorno às atividades esportivasPacientes submetidas à Tireoplastia podem retornar às atividades esportivas depois de decorridos 20 dias da cirurgia, porém devem evitar esportes de contato por 60 dias.

Anestesia 

Geralmente emprega-se a anestesia local com sedação assistida. Em alguns casos onde se associam outras operações pode-se empregar a anestesia geral. Há possibilidade de que a escolha seja feita pela paciente, todavia com prévia ponderação de sua conveniência com a equipe cirúrgica e anestésica.

Operação 

Dura em média 1 hora, todavia este tempo pode ser maior ou menor, variando em função da paciente e dos detalhes a serem corrigidos em cada caso. 

Picture 23

Cicatrizes 

A cirurgia é realizada através de uma incisão horizontal de aproximadamente 4cm, colocada na prega natural existente entre o submento (porção inferior do queixo) e o pescoço, no ângulo cérvico-mentual, tornando-se desta maneira pouco aparente.

Picture 3

Período de internação

O período normal de internação é 1 dia.

O pós-operatório é praticamente indolor, sendo que as dores, se houverem, serão facilmente combatidas com analgésicos comuns.

Período de Recuperação

É variável de pessoa para pessoa. Dependendo do tipo de atividade, apenas um dia de repouso será suficiente. Casos especiais poderão demandar cuidados relativos por 8 a 10 dias. Todavia não é necessário repouso absoluto.

Retirada dos pontos  

Em média, do 7º ao 14º dia.

Retorno às atividades esportivasPacientes submetidas à Tireoplastia podem retornar às atividades esportivas depois de decorridos 20 dias da cirurgia, porém devem evitar esportes de contato por 60 dias.